Picture Show

Quase passou despercebido, mas Deus me lembrou que o Neon Trees laçariam um novo álbum hoje. Amém. Afinal, todo mundo parou de ouvir Neon Trees assim que se cansou de ouvir Animal. Eu continuei ouvindo o Habits como se não houvesse um amanhã. Claro, esqueci por um tempo até que veio Everybody Talks, primeiríssimo single do Picture Show.

Começaram super bem pra continuar maravilhosos. O fato de Everybody Talks ter sido lançado previamente, antes do álbum, deixou-me curiosa quanto ao resto do disco. Essa música foi jogada no mundo em um vídeo no qual o Tyler aparecia dançando com masculinidade. Pelo menos não foi o clipe oficial. Achei Habits fantástico. Enérgico do início ao fim, bem como deve ser, para mim. Ele tem apenas 8 músicas que podem ser postas no repeat facilmente. Difícil mesmo é conseguir evoluir mais diante de um álbum tão bom. Complicação pra qualquer banda que encontra seu ápice em algum trabalho aclamado.

Dessa vez, Neon Trees aumentou o número de músicas pra 11. Isso é ter confiança e certeza de que alguém vai ouvir 3 músicas a mais. E – obrigada! – eles mantiveram seu estilo próprio. Bateria impecável da Elaine Bradley; baixo que me leva à loucura do Branden Campbell; guitarra que se complementa com cada música do Chris Allen; e, claro, a voz contagiante do Tyler Glenn. Sim, eles evoluíram sem perder sua graça, sua marca.

Picture Show apresenta poucas diferenças quanto ao Habits. Elaine ganhou uma atenção a mais cantando, não apenas sendo segunda voz. Também temos mais investimentos nas tal musiquinhas lentas que fazem qualquer um parar pra ouvir. Acontece em Trust. Só que tem uma grande influência de músicas oitentistas, fazendo a música ser mais interessante. Amor e relacionamentos são os temas predominantes, característica semelhante ao álbum anterior. Trust, também, merece atenção especial pelo falso final.

Enfim, Neon Trees permanece com força no meu coração. O disco pode ser classificado com 4 estrelas, sem forçar. Continuaram sendo o que eram. Eles se aperfeiçoaram com magnificência. Além de tudo, o álbum ainda apresenta singles em potencial pra serem aproveitados no futuro. Mesmo assim, espero que o mundo volte a prestar mais atenção pra uma banda que  vai muito além do que se toca nas rádios.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s