A Story of Boy Meets Girl

Não, eu não tenho capacidade (e nem moral) pra criticar filmes. Meu negócio é música. Mas esse tal de (500) dias com ela é meu filme preferido.  Vamos separar minha vida em antes e depois do filme. Foi ele quem me iniciou no indie. Então, não tenho ideia do que ouvia antes, mas valeu a pena mudar.

Tudo começou com Yes, Sir, no longínquo ano de 2008. O filme tem como principal ator o Jim Carrey. Foi o que me avisaram. Sim, Senhor, para os brasileiros, me apresentou Zooey Deschanel, minha atriz preferida até hoje. A partir de então, quis acompanhá-la. Até que um dia me chegou aos ouvidos a notícia de um filme com ela e Joseph Gordon-Levitt. Uma produção independente. Bem coisa de ‘só eu vou saber desse filme’. Hoje em dia, todo mundo já viu, mas eu fui uma das primeiras aqui no Brasil. Ou não.

O personagem principal é Tom, um rapaz que cresceu ouvindo rock inglês. Por conta disso, acreditava em alma gêmea e em amor puramente verdadeiro ou em qualquer coisa melosa sobre amor que essas canções costumam ter. Aí, ele conheceu a Summer. Quem vê o filme, deve pensar que ela é a errada da história. Eu penso que o Tom é o mais incerto. Afinal, ele não conseguiu fazer o suficiente pra que ela ficasse. Além de tudo, Tom foi banhado por ilusões amorosas irreais.O que importa é: toda essa confusão sentimental causada por Summer tem no fundo a trilha sonora certa pra tudo. Como já disse, o indie se torna presente no filme. Foi nessa época que eu conheci e quis saber mais.

A soundtrack é essa:

“A Story of Boy Meets Girl” – Mychael Danna and Rob Simonsen
“Us” – Regina Spektor
“There Is a Light That Never Goes Out” – The Smiths
“Bad Kids” – Black Lips
“Please, Please, Please Let Me Get What I Want” – The Smiths
“There Goes the Fear” – Doves
“You Make My Dreams” – Hall & Oates
“Sweet Disposition” – The Temper Trap
“Quelqu’un m’a dit” – Carla Bruni
“Mushaboom” – Feist
“Hero” – Regina Spektor
“Bookends” – Simon & Garfunkel
“Vagabond” – Wolfmother
“She’s Got You High” – Mumm-Ra
“Here Comes Your Man” – Meaghan Smith
“Please, Please, Please Let Me Get What I Want” – She & Him
“Here Comes Your Man” – Joseph Gordon-Levitt
“Sugar Town” – Zooey Deschanel
“At Last” – Kevin Michael
“The Infinite Pet” – Spoon

Me diz que não é linda.

Eu, que nunca tinha ouvido falar sobre The Smiths ou até mesmo de She & Him, comecei a pesquisar sobre esse movimento indie (sim, a geração google). Era novo. Foi o que bastou pra eu querer virar uma. Não me julgue, a personalidade não estava totalmente formada e nem está. Com o tempo, percebi as diferenças entre o indie e o folk, que eu prefiro evitar. E é melhor nem tocar no nome dos Strokes.

Hoje em dia, vivo um ecleticismo. Se comecei a ouvir heavy metal um tempo atrás, ouço também a MPB que tanto detestava. Peço desculpas por um post tão pessoal. Mas serviu apenas pra mostrar como um filme simples ou uma atriz podem influenciar ou mudar sua vida. Aconteceu comigo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s