O preço dos ingressos é uma questão governamental

Há cerca de três anos, um ‘boom’ de entretenimento vem atingindo o Brasil. Artistas internacionais arrumam suas malas e partem rumo à antes chamada terra do samba, aumentando significativamente suas fortunas. Alguns, inclusive, aproveitam  e fazem sua ‘limpa’ por nossos vizinhos sul-americanos. Tanto aqui quanto lá, o preço dos ingressos é absurdo se comparado ao cobrado na Europa e nos Estados Unidos. Muitos culpam os organizadores. Mas não é bem por aí.

A crise econômica mundial, por mais que controlada na maior parte do mundo, influencia e muito na vinda destes astros para o Brasil. Nosso país, pouco atingido pelo colapso financeiro, atrai os olhares dos investidores e artistas, sedentos por dinheiro. A história de “os fãs brasileiros são os melhores do mundo” já não engana mais ninguém. Nós somos, sim, os consumidores mais dispostos a pagar as fortunas que os artistas acham que devam receber.

Nos últimos dois anos, o ídolo do que vos fala, Sir Paul McCartney, visitou nosso país. . Este mesmo senhor de 69 anos, possui, em média, o show mais caro dos Estados Unidos, segundo a empresa Pollstar: U$$145 (R$257). No Brasil, os ingressos variaram entre R$180 e R$900.

Mas por que o país mais miserável socialmente dentre todas as maiores economias do mundo, é justamente o que tem que pagar mais? Simplesmente porque a falta de estrutura de nosso país é gritante. Hotelaria, espaços para os eventos, trânsito, segurança e até os impostos contam nessa brincadeira. Os ‘incidentes’ durante a impressão, transportação e comercialização do próprio ingresso, correspondem a cerca de 40% (40 POR CENTO!!!) do preço pago no ingresso, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário. Logo, um ingresso de 250 reais possui, na verdade, R$1oo só de impostos.

O futuro da empresa de entretenimento no Brasil deve ser uma cópia do presente. Copa, Olimpíadas e etc não trarão melhorias na infraestrutura do nosso país. Só serão maquiadas, por cerca de 2 anos. Os impostos nunca caíram e não irão cair. Os investidores só vão aproveitar mais e mais a nossa distância dos principais astros e mover-nos pra onde eles quiserem. O governo quer que todos pensem que o problema é menor. Mas é gigantesco. Dinheiro o país tem, só falta consciência pra investir no que é devido. O povo clama.

Mais informações sobre: http://veja.abril.com.br/noticia/economia/ingresso-de-show-no-brasil-e-caro-e-nao-vai-baixar-tao-cedo#segue e http://www.valor.com.br/arquivo/867853/patrocinar-shows-no-brasil-fica-mais-caro

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s